“10 chaves para se ligar ao seu Sagrado Feminino”

Cada vez mais assistimos ao processo de empoderamento de Mulheres que encontram corajosamente o seu lugar de sucesso no Mundo enquanto honram a sua Natureza e Essência Feminina.

Ver estas Mulheres em lugares de destaque no Mundo actual abre uma oportunidade de abertura e reflexão em cada Mulher acerca da sua Natureza Feminina.

Mas o que significa despertar para o nosso Feminino no Mundo actual?

Significa honrar a Mulher quem somos na sua totalidade e apresentarmo-nos ao Mundo como uma expressão única do Feminino que existe em nós.

Cada Mulher é um ser único e especial e o acolhimento desta verdade pode para sempre mudar a forma como nos vemos, nos sentimos e a maneira como nos apresentamos ao Mundo.

Muitas vezes, devido a experiências anteriores de exclusão e repressões Patriarcais renunciamos ao Feminino que somos abdicando da nossa bússola interna que nos guia para o caminho da Auto-Realização, Sucesso e Felicidade.

Uma Mulher desconectada do seu Feminino, está permanentemente numa luta interior, uma luta de repressão e repreensão para consigo própria que faz com que a mesma perca o sentido e a direção da sua Vida, sentindo um vazio interior constante, que tenta permanentemente preencher.

A Natureza Feminina é por génese criadora, gestativa, inclusiva, multifacetada e expansiva, onde a Mulher tem o poder de unir e dissolver padrões anteriores de separação para consigo própria e para com o Mundo.

O reconhecimento desta natureza por cada Mulher dá-nos a oportunidade de caminharmos livremente expressando os nossos dons, ancorando uma nova consciência humana e uma cura global planetária.

Quando nos sentimos em confiança e numa interacção harmoniosa com o nosso Feminino, a nossa Luz irradia a partir do nosso interior, assim como a flor de lótus se abre e mostra a sua beleza quando é tocada pelo Sol.

Ao abraçarmos a Sagrada Mulher que somos, temos acesso a uma visão superior de nós próprias, permitindo-nos conhecer o nosso potencial mais elevado resgatando dons e qualidades que vão fazer a diferença no Mundo onde vivemos e empoderar a nossa Jornada, trazendo o nosso sucesso mesmo num dominantemente Mundo Masculinizado.

É na expressão da Natureza que somos, do feminino que contemos, que reside a nossa identidade.

Quando nos honramos e respeitamos como Mulheres inicia-se uma Jornada de Transformação, onde nos tornamos um canal de empoderamento, inclusividade, criatividade, beleza e alegria.

Inicie hoje esta Jornada maravilhosa de resgatar a Sagrada Mulher que existe em si através destas 10 chaves de resgate do seu Sagrado Feminino:

* Acompanhe a sua Natureza Cíclica;

A Natureza Feminina é uma Natureza Cíclica, o que significa que todas as Mulheres possuem um Ciclo dentro de si, orientado pela Lua.

Na idade fértil a Menstruação é o indicador que nos guia em cada Ciclo, chamando-nos a atenção para as mudanças físicas, psicológicas, emocionais, mentais, sexuais e espirituais que experienciamos ao longo do Mês/Ciclo.

A nossa natureza cíclica é mutável ao longo do mês, o que nos faz entender o porquê de nós Mulheres variarmos o nosso humor, energia, emoções, produtividade, conexões relacionais e dons ao longo do Ciclo.

O nosso Ciclo ajuda-nos a entender quem verdadeiramente somos, as nossas necessidades e os dons que estão presentes em cada fase, permitindo-nos acompanharmo-nos durante esta Jornada.

Muitas Mulheres actualmente se desconectaram da sua natureza cíclica não tirando partido das suas fases, renunciando assim à Sabedoria contida na expressão do nosso Ciclo.

Ao mapearmos o nosso Ciclo entramos num contacto mais profundo com o nosso corpo, de forma a podermos suportar as nossas diferentes fases e principalmente estar em harmonia com as nossas necessidades femininas.

Hoje em dia existem muitas ferramentas disponíveis que nos ensinam a mapear e entender as nossas diferentes “expressões” e fases ao longo do nosso Ciclo, tais como a diagramas cíclicos, mandalas menstruais, aplicações para o telemóvel e agendas de mapeamento do Ciclo.

*Implemente uma Rotina de Auto-Cuidado;

Criar uma rotina de auto-cuidado nos dias agitados que vivemos é um acto terapêutico.

A natureza feminina está intimamente ligada à beleza e aos dons da maternidade: gerar, criar, cuidar e nutrir.

Sempre que nos disponibilizamos a cuidar de nós, estamos a despertar o equilíbrio e o sagrado feminino.

Uma rotina de auto-cuidado pode englobar diferentes áreas das nossas Vidas, desde a nutrição do nosso corpo físico, à inclusão de novas atividades de bem-estar e equilíbrio ou até à incorporação de pausas para relaxamento durante o trabalho.

Não é importante o tempo que dispendemos, mas sim a intenção que colocamos de nos priorizarmos.

Relembre-se sempre que o melhor de nós só desperta quando estamos em equilíbrio e cuidar de si é um acto de auto- amor.

*Pare de se comparar aos outros e honre a sua natureza única;

A comparação com o outro afasta-nos do sagrado que existe em nós.

Cada pessoa é diferente, única e especial e muitas vezes vemos mais facilmente este aspecto no outro do que em nós próprias.

O processo de auto-comparação é exclusivo e afasta-nos da nossa natureza inclusiva original feminina.

O nosso poder interior desperta quando o nosso foco somos nós próprias e nos dispomos a evoluir a partir desse ponto.

Ao libertarmos os outros, ganhamos o espaço e a liberdade para honrarmos a nossa natureza única.

*Honre a Sabedoria do Corpo;

O nosso corpo possui uma sabedoria de equilíbrio inacta.

Se formos capazes de observar, cada desiquilíbrio e doença transporta uma mensagem do equilíbrio que necessita de ser restabelecido.

O nosso corpo comunica conosco constantemente.

É importante silenciarmos a nossa mente e começarmos a ouvir a sabedoria do nosso corpo, honrando o que o corpo nos pede a cada momento.

Ao atendermos á Sabedoria contida nosso Corpo, restabelecemos o equilíbrio natural, que nos permite comunicar com quem verdadeiramente somos e recuperar a memória do nosso feminino em equilíbrio.

*Retorne à Natureza e ao Natural;

A natureza ensina-nos como viver uma vida em equilíbrio, a Mulher privilegiadamente ligada à Terra, assume os seus ritmos da natureza como uma fonte de equilíbrio.

Os ciclos do dia e da noite guiam-nos em 2 movimentos essenciais na vida humana: a expansão e a interiorização.

Durante o dia é o momento de nos expandirmos e conectarmos: de estar no exterior, expressando, criando e manifestando no Mundo.

A noite chama-nos ao momento de retornarmos a nós, de interiorizarmos para conhecermos a nossa Natureza, onde é importante desconectar do exterior e cultivarmos o nosso interior, ligando-nos assim ao equilíbrio da nossa Natureza.

*Rodeie-se de Beleza;

A Beleza é para todas as Mulheres um acesso directo ao nosso Feminino.

Inclua no seu dia elementos de reconexão que lhe permitam mesmo em períodos agitados recuperar o equilíbrio.

Poderá adicionar um vaso de flores, uma vela, uma imagem ou aroma no seu ambiente de trabalho que lhe remeta para este contacto directo com o seu feminino.

*Practique a presença no momento;

Durante o dia, permita-se reservar uns momentos para regressar ao momento presente, denotando a sua respiração e voltando ao contacto harmónico com o seu Corpo.

Neste momento de pausa, reavalie as suas necessidades e permita-se reorganizar o seu trabalho de modo a incluir o que o seu corpo e o seu Eu lhe pede no momento presente.

*Desenvolva um hobbie que a faça Feliz;

Introduzir um novo hobbie ajuda-nos a quebrar o automatismo que se cria diariamente e a nutrir a necessidade de inclusividade presente no seu Sagrado Feminino.

Permita-se descobrir não só o que gostaria de fazer, mas o que a faz feliz, privilegie atividades onde possa cultivar e despertar os seus dons do feminino tais como dança, musica, jardinagem, cozinhar, criar através da arte ou caminhar na natureza.

*Ouça a sua Intuição;

A intuição é um dom que nos liga e dirige permanentemente para o nosso próximo patamar evolutivo, a melhor versão de nós próprias.

É uma forma de Sabedoria Interior que comunica constantemente conosco e nos recoloca em contacto com o nosso Equilíbrio.

Atreva-se a seguir a sua intuição e os impulsos do seu Coração, permita-se renunciar à mente racional e descobrir o que acontece quando ouve a sua voz interna e segue a sua Luz.

*Auto-reflicta e cresça em Gratidão;

Todas as vivências são momentos mágicos de aprendizagem e empoderamento, quando nos permitimos reflectir e crescer em Gratidão.

A Gratidão é uma ferramenta que nos coloca num patamar de vivência mais simplificada, onde privilegiamos “o Ser” em detrimento “do Ter” e realmente nos permitimos valorizar as bênçãos que temos na nossa Vida, caminhando em humildade e gratidão.

#SagradoFeminino #EducaçãoparaoFeminino